domingo, julho 17, 2011

Diário em branco.


Quero escrever nessa folha
sobre um amor que acredito
que nosso cartão não compra
de um amor infinito.

O amor que está faltando
em nosso mundo que pena
que todo amor é possível
se a Alma não é pequena.

O amor é a essência
da vida renascimento
para vivermos felizes
amando a todo momento.

Não sinto constrangimento
em meus versos relatar
dessa forma de viver
nem do modo de amar.

Deixar a folha em branco
com medo de expressar
ser chamado careta
por muito querer amar.

Meu nome é bem querer
meu lema é saber viver
ensinamento Respeito
pelo o tempo que viver.

Não entregue ao destino
seu diário sem escrita
porque a folha em branco
a ninguém nada ensina.

Terê cordeiro.
16/07/2011.

3 comentários:

Terê. disse...

Feliz daquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina"

Cora Coralina.

ANGEL disse...

Minha amiga! Estou mesmo sentindo a sua falta nos meu blogger! Deve está muito ocupada com o final do curso! PARABÉNS pelo conclusão! Aqui sim neste poema, um papel sem escritos, um peepl sem história. Gostei muito! Saudades!

Bjoss

Ricardo Calmon disse...

MININA TERÊ, TE LER É A VIVER APRENDER E SENTIR

BZUZ CARISMÁTICOS GIRASSOLICOS NAS MÃOS E BOCHECHAS ROSADAS!

VIVA LA VIDA