terça-feira, julho 19, 2011

chegada.

No caminho percorrido
contemplas o jardim que plantaste
não acharas outra coisa
somente o que deixaste.

Repara nas flores encontradas
estão em atitude de reverência
por causa de tua chegada
ficaram em  abstinência.

As pétalas parecem mãos estendidas
como um gesto de abraço
dizendo eu te recebo
para tirar-te o cansaço.


As flores te darão boas vindas
lembrando tua passagem
te esperaram na volta
jamais como despedida.

Assim é o jardim da vida
colhemos o que plantamos
igual o poema colhe a poesia
depois da noite vem sempre o dia. 

Terê cordeiro
19/07/2011.

3 comentários:

Arnoldo Pimentel disse...

Assim é o jardim da vida.Lindo poema, beijos.

rouxinol de Bernardim disse...

Há jardins que vale a pena percorrer... e suspirar por mais...

Borboleteando disse...

Oii!!!
Passando para lhe desejar um ótimo dia..
Beijos, muita paz para ti