quarta-feira, janeiro 18, 2012

A solidão do poeta.

Não me sinto nem aprendiz de poeta!
Porém digo; simplismente.

Que a solidão do poeta.
é o silêncio do seu coração se fazendo palavras.
 Assim, desfazendo o mistério.
 Em mais uma noite chuvosa.

Tere Cordeiro.

5 comentários:

Rosi Alves... disse...

Mais eu te digo mais,ser poeta e ter essa sensibilidade que encontrei em teus versos.Lindo! Parabéns...fico aqui te seguindo.beijoss

Pelos caminhos da vida. disse...

Amo os poetas...

Obrigada Tere pela sua companhia.

Um bom dia para vc.

beijooo.

Ivana disse...

A inspiração pode acontecer a qualquer momento, pode vir do amor, do silêncio, da natureza... com chuva melhor ainda, bjo!

ANGEL disse...

Poesia! Pura poesia! O poeta é um sonhador nato. Amiga! Tudo de bom!

Bjosss

Felisberto Junior disse...

...Olá! Bom dia! Poetisa!
"Eu não sou poeta. Nem me sinto aprendiz. Quando começo a escrever.
Me dá sempre culpa.
Porque pode mexer com você,com ele, com meus sentimentos,
ou ser apenas mais um dos meus devaneios..."
Bom domingo!
Bye!