sábado, janeiro 14, 2012

Presença.

Estou longe de ti.
De repente um vento que sopra.
uma folha que cai.
um perfume que passa.
são inevitavelmente tua presença.
ao meu lado
E saio a te procurar.
 como obedecendo a meu instinto.
você está presente em mim.

Tere Cordeiro.

7 comentários:

Machado de Carlos disse...

Em mim inda posso sentir o perfume daquele abraço. Depois de muitas lembranças de um passado longínquo inda posso contemplar rascunhos numa folha de papel qualquer, esquecido no fundo da gaveta. Tu estás distante, mas tenho as sombras de ti gravadas em minha memória!

Machado de Carlos disse...

Alguma coisa me diz que um passado longínquo grafou uma história, então somos partícipes dela. Por isso estamos aqui da mãos dadas para contemplar nossa poesia que revela o nosso sentimento.

Tudo de bom para você Amiga! Desejo-lhe um belo domingo!

ANGEL disse...

É lindo o seu poema! Um verdadeiro chamamento do amor...Perto de alguém que nos complete, tudo sara. É o amor!
Saudades!Bjoss...

A VIDA É UM ETERNO APRENDIZADO disse...

Olá Tere!
Lindda sua poesia,como tudo no seu blog.Com certeza voltarei aqui muitas vezes.
Grande abraço
se cuida

Evanir disse...

Querida Amiga.
Venho desejar uma semana abençoada para você.
Sua poesia esta linda minha amada adoro vir no seu blog é tratado com esmerado carinho.
E sua musica é tudo de bom.
Beijos e beijos.
Evanir

*** Cris *** disse...

Muitas vezez nao precisamos procurar mesmo,carregamos sempre conosco...
Bjs!

rouxinol de Bernardim disse...

Sem palavras!