quarta-feira, dezembro 07, 2011

Quando o coração chora.


Um amor não Correspondido
deixa o peito partido
as pernas perdem a força
como se tivesse morrido.

A vida fica mais fria
as noites ficam mais longas
o sol verte a última Lagrima
daquelas que vem redonda.

Esse poema bem triste
como quem chora sozinho
igual o que nasce sem pai
cresce como um passarinho.

O amor precisa de dois
para se concretizar
só um é padecimento
faz o coração sangrar.

Perdemos a noção do tempo
não sentimos o perfume da flor
vagamos feito alma vazia
quando nos falta um amor.

Tere Cordeiro.

4 comentários:

Danielle Martins disse...

Você como eu demora pra passar mas quando passa deixa meu coração em festa!
Beijos! Bom final de semana!

ANGEL disse...

Amiga! Que saudade de suas visitas! Mas por aqui um poema apaixonado, mesmo sendo um amor distante, um amor ausente, deixa-nos a pensar sempre na volta, num retorno de muito amor. Parabéns sempre!

Bjão

LUCIENE RROQUES disse...

Tere agradeço sempre tua presença e sabedoria nas poesias muito bem encantadas.
Um abraço.

Ivana disse...

Tere
Versos pleno de sabedoria e sensibilidade...fiquei feliz com sua visita, as portas estão sempre abertas, volte sempre! Uma semana abençoada pra você, bjs