terça-feira, agosto 02, 2011

Lagrimas recolhidas por Deus

A determinação me fez chegar aqui
no papel deixar as lágrimas cair
lágrimas que antes escondia
chorava baixinho e ninguém ouvia.

Da fraqueza fiz minha redenção
com as lágrimas me banhei inteira
do medo vi renascer as forças
como a ostra que nos da a pérola.

Da noite  fria e solitária
vi uma noite linda e estrelada
de caminhos tortos vi uma reta
e com  Deus fiz linha diréta.

Assim sigo sem olhar pra traz
pois a vida é veloz e fugas
como as Águas que vão e não voltam
nos surpreendem e das nascentes brotam.

Bem sei um dia terei a vitória
e fortemente então darei gloria
agradecendo ao grande universo
com alegria bênção a Deus peço.

Terê cordeiro
02/08/2011.


7 comentários:

Terê. disse...

"A nossa maior glória não reside no fato de nunca cairmos, mas sim em levantarmo-nos sempre depois de cada queda.
Confúcio"
sejam bem-vindo, bju terê.

Arnoldo Pimentel disse...

Com Deus nada é impossível.Beijos

Vivian disse...

Linda poesia Terê!!!

As lágrimas lavaram a alma!!!
Beijos pra ti!!

ANGEL disse...

Terê amiga! Deus é tudo! E não podemos negar que ao cair e levantar de qualquer problemas, provamos a sua existência mesmo! Está DIVINO esse seu poema! Estava precisando ler algo que deixasse-me acompanhada nessa noite.Obrigada sempre!

Bjos

ValeriaC disse...

Que poema mais lindo e iluminado minha querida...adorei...
Beijinhos...
Valéria

Borboleteando disse...

Querida amiga,
Muito lindo adorei...
Beijos, ótima tarde ")

Marcia disse...

Certamente que vitoriosa serás,beijos!