quarta-feira, setembro 15, 2010

fruto proibido!


fruto de uma relação proibida!
filho de um Deus com uma mortal
o menino que recebeu o nome de narciso
tinha uma beleza sem igual.

no entanto,a deusa traída não deixaria passar batido!
o condenou a não ver o seu reflexo
pois isso acabaria o destruindo.

os anos se passaram e ele tornou-se um adolescente muito belo!
arrogante desdenhoso por suas qualidades
todos que o viram se apaixonaram, moças e rapazes
mas ele ficava indiferente como se não ligasse.

certo dia durante uma caçada!
muita sede ele sentia
aproximou-se de um lago
no qual seu rosto refletiu
naquele espelho d água seu final foi marcado.

narciso se perdeu no que via!
apaixonou-se por si mesmo isso o destruiria
esqueceu de tudo e todos
e tentando tocar a imagem,acabou escorregando
caiu dentro do lago,acabou se afogando.

as pessoas sentiram sua falta e foram procura-lo!
mas não o encontraram no lago
contudo,no mesmo local onde o corpo caiu
encontraram uma flor amarela de beleza sutil
essa flor ficou conhecida por narciso
em homenagem
aquele que partiu.

autor;Guilherme Garcia.
carinhosamente tere.15/09/2010.

7 comentários:

Arnoldo Pimentel disse...

Lindo poema, uma beleza de texto.Tudo de bom pra você,beijos

Arnoldo Pimentel disse...

Oi Tere, fiquei feliz ao ver o selo do meu blog "ventos na primavera" aquele da menina no balanço, esse selo na verdade é um quadro feito por uma amiga para meu poema e meu livro do mesmo nome: Ventos na Primavera
Visite o blog dela, a artista plástica Gabriela Boechat, que tb já é poetisa.
http://artemundogabriela.blogspto.com
Tenho certeza que vc gostará dos quadros.Beijos

Sil disse...

Que poesia linda amiga Terê!!!
Li e reli com satisfação intensa.
Amo vc tmb e digo isso com um largo e sincero sorriso.
Beijos

Amor feito Poesia disse...

Vem do mar esse gosto de poesia
trazido pelo vento nas areias
a embalar a clara luz do dia...

£uma

Beijos poéticos neste dia! M@ria

Cida disse...

Realmente, é uma bonita lenda, que ganhou mais beleza ainda nesse poema do Guilherme Garcia.

Beijinhos prá você amiga

Cid@

RECANTO DA POESIA disse...

Todos os dias são dias de primavera
Perfume carregado de saudades
Saudades de minhas quimeras!

M@ria

Beijos perfumados na alma! M@ria

REGGINA MOON disse...

Tere,

Lindo poema...salvei uma cópia para mim...adorei!

Parabéns!

Grande beijo e boa tarde!

Reggina Moon

**Retire o selinho comemorativo de 500 Seguidores no meu Blog!