sexta-feira, fevereiro 14, 2014




Simplicidade.

Sua simplicidade é poética
Assim me disseram um dia
Pensei que fosse ofensa
O que a pessoa dizia
Descobri que o quesito
Era a própria poesia.

Como não falar de flores
Se até a chuva é poética
Trazendo uma leve brisa
E um poema começa
O vento fala comigo
Que diz, a vida é uma festa.

Me chamo simplicidade
Sou amante do modesto
Sentindo o cheiro da chuva
Logo um poema começa
Não conhecer a inveja
Por não ser lindos meus versos.

Não me envergonho de nada
Sim ,sou, feliz assim
Ser simples não é defeito
A você que rir de mim?
Aqui vai o meu recado
Quer ser feliz, seja assim.

Ter um coração aberto
Independe de ser culto
Sendo gentil vamos longe
Jamais o outro insulte
Nem precisa ser um monge
Mas se necessário, o consulte.
Terê Cordeiro.

Um comentário:

Vieira Calado disse...

A simplicidade é uma grande virtude: Também faço por ela.
Saudações poéticas!