domingo, janeiro 08, 2012

Rascunho de um cordel.

Quero contar pra vocês
o que vi naquela terra
gente chorando de fome
outros fazendo gamela
um sol de quarenta graus
deixando planta amarela
cobra queimando a barriga
 eu correndo com medo dela.

Tinha comida portanto
faltava agua sobrava pranto
o pote vazio gritava
sozinho naquele canto
dizendo também tenho sede
me enche que assim eu canto
mas a água não chegava
deixando-o no desencanto.

O bode berrava a cabra também
diziam quero xerém
cachorros davam grúnidos
ao ouvir cantar do vevem
eu coitada algemada
sem nada poder fazer
no momento não queria 
dizer isto pra você.

Desculpe se não gostar 
de histórias verdadeiras
falando isto eu Lembro
da cidade de pesqueira
perto do sitio que nasci
cresci sem eira nem beira
mais mesmo assim sou saudosa
pois ali fiz muitas feiras.

Chega a ser ignorância
lembrar de tantas torturas
mas pra quem tem um neurônio
é como enxerga no escuro
foi ruim mais é meu passado
vergonha não tenho não
graças a Deus me livrei
das secas lá do sertão.

Um dia o amigo disse
menina você é doida
de escrever estas coisas
pois todo mundo vai ler
e saber que és nordestina
que sofreste como um cão
talvez rirão de você
e não te respeitarão.

Eu então lhe respondi
caro amigo eu não temo
respeito a gente conquista
minha vergonha eu não vendo
sou humilde mais honesta
essas pessoas entendo
adoro ser  sertaneja
outras visões compreendo.

Imagem google.
Tere Cordeiro.


8 comentários:

Danielle Martins disse...

Adoro cordeis!!!
Bom dia!!!

Preciosa disse...

Lindo! amiga, senti orgulho da verdade da alma, do saber viver, do aprender com as tristes experiencias o valor que tem a vida
Agradecer pelas dificuldades que muitos passam mesmo longe do Nordeste....mesmo assim fazer nascer um poema digno de aplausos
Parabéns...
Emocionante, verdadeiro, uma lição dada em versos...
Amei! que 2o12 seja para tí e aos seus regado de paz, luz e muito amor
Beijos
Preciosa Maria

ANGEL disse...

Uma beleza os momentos de cada cordel! Adoro ler! SEMPRE!!

Tudo de bom! Bjosss!

Soraya Chaude disse...

lindo Tere. Adorei. Obrigado pela visita, volte sempre. Adorei seu blogue

Amor feito Poesia disse...

Signifique.
Deixe na vida
alguma coisa terna.
Eterna.

Patty Vicensotti

Beijos perfumados e Bom dia! M@ria

Evanir disse...

É sua amizade que desejo lembrar para sempre e estará sempre em meu coração,
mantendo-nos aquecidos, fortalecidos e segura de que nunca estarei sozinha.
E é assim que eu guardo você
Minha linda Amizade.
E é assim que eu quero guardar...
Como alguém que estará longe, mas sempre lembrará de mim.
Obrigada pelo carinho nesse um ano de Viagem comigo.
Obrigada por estar do meu lado sempre sem notar meus defeitos
me aceitando como sou.
Sei que deixo muito a desejar em responder a sua visita
mais tenho cada amigo e amiga no coração.
Me perdoe por levar uma unica mensagem para visita
infelizmente minhas mãos não ajuda .
Porem me sinto feliz e recompensada por todos entender minha situação.
Na postagem tem uma presente desse dia tão feliz para mim
ficarei feliz em encontra-lo no seu blog.
Obrigada ,Deus esteja com todos nos nessa jornada
que Deus me permita estar contigo por muitos anos ainda.
Beijos e carinhos.
Evanir

FelisJunior disse...

Olá! Boa noite! Que lindo! Adorei!
Vim, agradecer sua participação e comentário carinhoso em meu blog!Fiquei muito feliz e honrado!
Muito obrigado!
Boa semana!
Beijos carinhosos!

(IN)FELIZ= Dualidade : uma pessoa FELIZ ( eu) fazendo poesias INFELIZES(tristes). Numa brincadeira, me chamaram de poeta das poesias tristes.Por isso, rsrs)

Danilo Bueno disse...

Muito Bonito Terê!

Merecia ser ilustrado e publicado como um cordel!

Pior do que a seca é o preconceito.