terça-feira, agosto 30, 2011

você sabe de mim?

Você precisa saber de mim
que aqui penso em você
escrevendo estes versos 
somente pra você ler.

O poeta solitário
em seu pobre pensamento
sem saber que em toda parte
dele falam a todo momento.

Este poeta no entanto
que pensa ser solitário
ele  e seu caderninho
vivem juntos no trabalho.

Com muito esforço porém
no papel escreve assim
se você não ler meus versos 
eu guardo só para mim.

Em seu corpo já surrado
pelo tempo e pela dor
o poeta ainda lembra
que já teve um grande amor.

Mas o tempo se encarrega
suavizar seu tormento
pois o pobre do poeta
não mais suporta sofrimento.

Você querido leitor
divido contigo a dor
ficando mais leve o fardo
não serei mais sofredor.

Terê Cordeiro
30/08/2011.

5 comentários:

Edna Lima disse...

Que lindo Terê! Andas inspirada.
Bjs. Edna.

Arnoldo Pimentel disse...

Sempre lindos seus versos,beijos.

ValeriaC disse...

Terê, que versos mais meigos...sentidos...do fundo do coração e da alma... por isso mesmo, tanto nos toca...beijinhos
Valéria

Hilda disse...

Amiga TerÊ cheguei e me deparei com uma isnpiração extraordinaria,que pessoa sensível as palavras...eu lógico q amei e vc é uma delas.Bom ,vim trazer uma abraço a vc,um bom dia xero no seu coração.Grata por sua amizade,Hilda.

Marcia disse...

Terê um poema belissimo !!Repleto de sentimentos! amei! bjos!