segunda-feira, abril 11, 2011

Lagrimas de um adeus.


Ele dormiu no calor dos meus braços
se despediu sem dizer se voltava
fiquei sozinha achando que era sonho
sem acreditar o que ele falava.


Ele saiu sem se despedir
nem um beijo me deu
sem olhar para traz
sem dizer um adeus.

Sem dizer obrigado
pelo acolhimento
apesar de ama-lo
saiu mundo adentro.


A solidão invadiu minha alma
"ingratidão" nada me acalma
só de pensar que não mais vou te ver
meu amanhã vira entardecer.

Meu coração chorou de tristeza
sem acreditar que era verdade
que aquela noite nada significou
para quem ama o desprezo arrasa.


Amor de metade não supre desejos
até um beijo tem que ser roubado
a natureza rejeita desprezo
amor perfeito é viver lado a lado.

Terê cordeiro.
11/04/2011.




11 comentários:

ValeriaC disse...

Tere que lindoooo...apesar da tristeza, diz exatamente como se sente quem tanto ama e ficou na solidão...
Beijos e ótima semana amiga...
Valéria

Cadinho RoCo disse...

Não existe nem meio amor, nem amor perfeito porque enquanto seres imperfeitos não conseguimos chegar à perfeiçõa dele. O que existe é o amor puro e simples que está sempre ao nosso dispor, para que por ele cresçamos sempre.
Cadinho RoCo

Vivian disse...

Bom dia,Terê!!

Lindos versos!!Tão triste quando não se é correspondido...É realmente impossível viver meio amor...
Beijos pra ti com carinho!!
Cuide-se bem!
Ótima semana!

REGGINA MOON disse...

Tere,

Realmente é muito difícil se contentar com a metade, com o algo que não te completa e deixa aquele vazio...amor mesmo?Só se for inteiro!

Belo verso!

Tenha uma linda semana....

Beijos,

Reggina Moon

Mesmo que as pessoas mudem e suas vidas se reorganizem, os amigos devem ser amigos para sempre, mesmo que não tenham nada em comum, somente compartilhar as mesmas recordações. (Vinícius de Moraes)

Marilu disse...

Querida amiga, lindíssimo poema. Tenha uma linda semana. Beijocas

Cristiane disse...

Lindo Terê! "Amor perfeito é viver lado a lado!" Bjks de luz. :)

Danielle Martins disse...

Partidas são sempre doloridas...
Boa noite!

Cida disse...

Lindo poema!

Então Terê...continua muito difícil eu entrar aqui nos comentários...Não sei se é por causa desses selinhos na lateral...só sei que em alguns blogs, não consigo comentar, por mais que tente. É pena! :(

De mais a mais, meu computador está péssimo. Meu sobrinho deu umas mexidas aqui pra mim (pois ele havia travado de vez), mas ele continua muito ruim, e até pra fazer o blog está difícil.
Mas é isso aí, né menina. Dos males o menor...rs

Beijos e te cuida, pois já nem sei quando vou conseguir entrar aqui de novo...:)))

Cid@

ANGEL disse...

Que lindo poema amiga! Obrigada pela sua doce presença! Daqui destaco estes versos, amei:

"Amor de metade não supre desejos
até um beijo tem que ser roubado
a natureza rejeita desprezo
amor perfeito é viver lado a lado."

Tudo de bom!

Amapola disse...

Boa tarde, querida amiga Terê.

Triste, mas lindo demais!!

Isso machuca tanto, que na maioria das vezes, vira um divisor de águas.

Um grande abraço.
Tenha uma bela semana, cheia de paz.

Borboleteando disse...

Muito Lindooo!!!
Querida amiga tem presentinho pra vc lá no meu blog :)...
Beijos, linda semana