segunda-feira, fevereiro 28, 2011

POESIA NA CHUVA.



No horizonte distante
enxerguei a poesia
convidei e ela veio
já não sou mais tão sozinha.

A chuva muito imponente
disse também eu irei
para ver a poesia
e de mansinho cheguei.

poesia vaidosa teve inveja da chuva
e logo se apresentou
entre os montes elegantes
como se fosse um poema.

Em uma tarde chuvosa
o poema enfeitiçou
a pobre da poesia
que muito sem graça ficou.

Naquele mesmo horizonte
poema, poesia e chuva
fizeram uma grande festa
selaram então a paz
em uma tarde modesta.

Terê cordeiro
28/02/2011.

3 comentários:

Edna Lima disse...

Que lindo Terê! Quanta hormonia.
A foto diz quase tudo.
Bjs Edna.

Diva L. disse...

Que maravilha. Simplesmente perfeito, delicioso. Assim é a poesia, simples e completa. Amei.

Bjo grande e abraço na alma.
Diva L.

PS: Desculpe a ausência, estou um período sem net. Rompi com a operadora...rs Mas em breve estarei de volta pra me deliciar com os teus textos, sempre lindos e inspiradores.

Bjo 2

Derland disse...

Seu blog e excelente, seus textos também são ótimos, vou tentar me inspirar no seu blog para melhorar o meu, se quiser depois e só da uma olhada o link ta logo a baixo: http://derlandreflexivo.blogspot.com/