sábado, maio 08, 2010

MAGRUGADA !

madrugada, companheira dos solitários
solidão, companheira das madrugadas
vivendo, uma dependente da outra
sem sono,e sem Aguem por perto
acompanhadas, e ao mesmo tempo sozinhas
iguais a nós,os solitários que também mesmo
acompanhados nos sentimos sós.
tristes madrugadas,tristes pessoas solitárias,
que vagam noite a dentro tentando se encontrara,
más em meio a tanta gente e sem ver ninguém
assim são as viagens, dos ambulantes noturnos
A procura de si mesmo...
06/05/2010. carinhosamente tere.

Um comentário:

Mila disse...

Linda poesia Tere!
São muitos o solitários no meio da multidão.
Bjs
Mila